Tricalc 10.0 - Novidades da Versão! - totalCAD

Tricalc 10.0 – Novidades da Versão!

UM ÚNICO MODELO ESTRUTURAL POR ELEMENTOS FINITOS

Tricalc 10.0 é a nova versão que inclui um modelo por elementos finitos dos elementos de superfície da estrutura: lajes maciças e nervuradas, lajes de fundação (radier), escadas e paredes resistentes.
… e mais novidades: novos relatórios de sapatas e vigas de equilíbrio, relatório de estacas e blocos sobre estacas, sapatas pelo método de ‘sulzberger’, aumento da capacidade do programa, ajustes de geometria BIM, IFC4…

ARQUIVOS

Novas funções ‘Salvar opções gerais em…’ e ‘Ler opções gerais desde…’ permitem Salvar e recuperar as opções gerais do programa no arquivo e pasta que desejar. Desta forma pode salvar o arquivo como cópia de segurança ou conjunto de opções atualmente fixadas para recuperá-las posteriormente, ou compartilhá-las entre vários equipamentos. É uma função que vem para agilizar bastante o processo de cópia e recuperação de opções entre estruturas e entre computadores.

AJUDAS 3D

Desde a versão 10.0 é possível utilizar diretamente a função ‘Orbitar’ com o mouse. Para esse efeito, com a vista 3D da estrutura, e não tendo nenhuma função anterior ativa, clica-se com o botão esquerdo do mouse e passa-se a utilizar a função ‘Orbitar’. Nas funções em que aparece uma caixa de diálogo com uma janela de visualização (assistente de galpões, assistente de andaimes, assistente de escadas, assistente de ligações, listagem de flecha entre 2 pontos e edição de armaduras de pilares) adicionam-se dois novos botões na barra de ferramentas que permitem selecionar que fazer ao clicar com o botão esquerdo do mouse sobre a imagem: orbitar ou zoom. A funcionalidade de ‘Orbitar’ passa assim a estar sempre disponível aumentando ainda mais as capacidades de visualização do modelo estrutural que o Tricalc possui.

GEOMETRIA

A função “Nó/Deslocar…” passa a permitir deslocar os nós contidos em paredes resistentes, porém fora do seu plano de definição, para ajustar facilmente a geometria, resolvendo-se assim facilmente o correspondente erro de geometria.

AÇÕES

Combinações da ação do vento e neve. Nesta versão, com combinações automáticas, a neve e o vento passam a considerar-se de distintas ‘famílias’. Desta forma, nas normas espanholas (EHE-08, EHE e CTE), Eurocódigos, brasileira e argentina (199x), o vento e o sismo não podem ser a ação variável principal: pelo menos uma delas deve considerar-se ação de acompanhamento e, portanto, ir acompanhada do seu correspondente coeficiente de combinação.

ANDAIMES

Em Tricalc.20, exportação direta da medição de um andaime em formato G13 de Gest. Selecionando este formato a medição do andaime exporta-se para um arquivo G13 (novo ou adicionando-se a um já existente). Cada andaime que se envie para o arquivo, criará um novo capítulo no orçamento e cada linha da tabela criará um artigo de capítulo. No arquivo incluir-se-ão também, como preços simples os elementos utilizados no andaime com o seu código, descrição e preço.

BIM

No cálculo de ligações na função Geometria > Modelo BIM > Ajuste automático… adicionaram-se dois novos ajustes: Ajustar os eixos nas interseções entre paredes permite alargar ou encurtar as paredes que se unem em esquina de forma a que os polígonos de definição de ambas as paredes coincidam numa mesma aresta; Comprimento de prolongamento para o ajuste nos extremos (cm) permite definir o máximo comprimento em que se alargam as barras até às barras vizinhas para comprovar se existe interseção volumétrica entre elas e assim alargar o seu eixo até que se unam. Aumenta-se assim a compatibilidade entre modelos BIM e a produtividade na importação e exportação de modelos.
Passa-se a suportar o formato IFC4: permite-se a exportação e importação de arquivos em formato IFC desta nova versão 4 (além de continuar a permitir a utilização da versão IFC 2×3). Esta funcionalidade é mais um passo da Arktec na total integração das suas ferramentas com a filosofia BIM, sendo das primeiras empresas a implementar e disponibilizar de forma regular o formato IFC4 nas suas aplicações.

Importação IFC. Nesta versão implementaram-se as seguintes melhorias na importação de arquivos IFC (de qualquer uma das versões suportadas): Lajes (IfcSlab) ou coberturas (IfcRoof) descritos por faces, representando mais de uma laje em mais de um plano ou água. A partir desta versão, este tipo de laje ou cobertura importa-se como várias lajes, cada uma delas num determinado plano. Será ainda implementada, de forma opcional, a entidade da classe ‘IfcDiscreteAccessory’, que será importada como barra, uma vez que existem programas que exportam assim os montantes e diagonais de uma treliça.

SAPATAS

Função ‘Girar’ seção, sapata ou bloco, definindo o ângulo de rotação como incremento ao existente ou em valor total absoluto. Cálculo de sapatas de torres e elementos similares pelo método Sulzberger (ver adiante).

CALCULO DE LAJES PELO MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS (MEF)

A versão 10.0 do Tricalc modela as lajes nervuradas, maciços e capiteis, as lajes maciças, as lajes de fundação, as lajes de escadas e rampas pelo Método dos Elementos Finitos (MEF) com elementos quadriláteros, de forma similar ao que já se fazia com as paredes resistentes. Este método MEF substitui a modelagem, mais simplificada, de uma grelha de barras em duas direções perpendiculares que se utilizava anteriormente neste tipo de elementos. Continua-se a utilizar uma grade ortogonal, agora somente para efeitos da definição das direções da armadura, porém de forma independente da modelagem pelo MEF.

Melhorou-se substancialmente o método de geração e discretização da malha de elementos finitos tanto em paredes resistentes como em lajes cogumelos, lajes nervuradas, lajes maciças, lajes de fundação, lajes de escadas e rampas. Estas melhorias vêm beneficiar enormemente tanto a velocidade como a ‘qualidade’ da malha gerada. Algumas das características da nova geração de malhas são: em lajes o refinamento dos elementos finitos utilizados aumenta em ábacos e sobre os pilares, locais onde o gradiente de tensões é maior e, portanto, é necessária uma maior densidade de elementos para uma avaliação correta dos esforços necessários para as comprovações a realizar e para a definição de armaduras especiais como, por exemplo, puncionamento. Trata-se, portanto, de uma potente função de geração automática de malhas incorporada no Tricalc. Sempre que necessário reajustam-se as posições dos nós para conseguir elementos o mais regular possível, outro fator importante no MEF.

O tamanho médio dos elementos finitos a utilizar na modelagem, tanto das paredes resistentes como das lajes cogumelos, lajes nervuradas, lajes maciças, lajes de fundação, lajes de escadas e rampas, define-se agora nas opções de cálculo de esforços. Desaparece, portanto, a função Geometria > Paredes resistentes > Discretização…, que se utilizava para este propósito em versões anteriores, uma vez que a implementação do MEF passa a ser geral.

TIPOS DE ELEMENTOS EF

Para facilitar a geração e adaptabilidade da malha (discretização em elementos finitos) das lajes, que é mais complexa que a das paredes resistentes, adicionou-se um elemento finito triangular de três nós de características similares ao elemento quadrilátero utilizado até agora. Em todo caso, a utilização dos elementos triangulares restringe-se ao mínimo imprescindível, uma vez que o elemento quadrilátero é de ordem O (h2) enquanto que o triangular é de ordem O (h1), o que implica que com elementos quadriláteros se alcança a convergência para a solução exata com muito menos elementos que com triângulos.

MODELAÇÃO MEF

Adicionaram-se a este menu duas novas funções: ‘Desenhar modelagem’ e ‘Numerar nós’. A primeira define se pretende desenhar ou não a modelagem em elementos finitos das lajes nervuradas, lajes cogumelos, lajes maciças, lajes de fundação, lajes de escadas e rampas. É uma função independente das paredes resistentes, ou seja: pode desenhar-se a modelagem de lajes nervuradas, lajes cogumelos, lajes maciças, lajes de fundação, lajes de escadas e rampas e não o fazer para as paredes resistentes. A segunda, ‘Numerar nós’, permite, definir se pretende desenhar ou não os números dos nós dos elementos finitos. Porém, da mesma forma que no caso anterior, são funções independentes.
Estas funções substituem as funções ‘Numerar barras’ e ‘Numerar nós’ deste menu, que agora desaparecem. Desde o momento em que se introduz no programa o cálculo com elementos finitos de lajes, o desenho da modelagem por elementos finitos e o das nervuras e ábacos é independente (relacionado com armadura), pelo que pode-se ativar um, o outro, os dois ou nenhum deles. Recordar, que agora as nervuras (e seus pontos de interseção) só têm incidência para o cálculo da armadura, porém não podem selecionar-se para obter deslocamentos ou esforços neles, devendo consultar-se os nós da modelagem em elementos finitos.

SAPATAS: MÉTODO DE SULZBERGER E EDIÇÃO DE ARMADURAS

Método de Sulzberger, é uma nova opção que permite considerar o terreno lateral nas comprovações de tensão no solo e tombamento. Este método está especialmente otimizado para os casos em que a carga vertical é pequena, porém o momento de tombamento é elevado, como ocorre em faróis, postes de eletricidade de alta tensão, comunicações ou sinalização. Nestes casos é habitual a utilização de sapatas de base pequena, porém de altura considerável, para mobilizar a maior quantidade possível de empuxo passivo nos lados da sapata com o menor volume de concreto possível. Passa-se assim a ter a possibilidade de racionalizar as dimensões de sapatas para os casos mencionados (pouca carga vertical e forte momento de tombamento).

Editar armaduras de Sapatas, a função Resultados > Armaduras > Retocar > Sapatas permite modificar as dimensões, o posicionamento e a armadura das sapatas uma vez calculadas.
A função de ‘Retocar Sapatas’ também permite detalhar uma sapata existente com umas dimensões e uma determinada armadura. Uma vez realizadas as modificações que se pretendem, pode bloquear-se a sapata para que não se modifique ao recalcular a fundação.

EDITAR BLOCOS

A função ‘Resultados > Armaduras > Retocar > Maciços’ permite modificar as dimensões, o posicionamento e a armadura dos blocos e estacas uma vez calculados. É possível testar com outras dimensões ou armadura que se pretenda e comprovar se as alterações são válidas. Esta função também permite detalhar um bloco e estacas existentes com umas determinadas dimensões e armaduras.

RELATÓRIO DE FUNDAÇÕES

Inclui-se um novo e extremamente completo relatório de Sapatas, Bloco sobre estacas e Vigas de Fundação (doc e pdf), que permite obter informação detalhada sobre o dimensionamento destes elementos realizado pelo programa. O relatório possui os seguintes capitulo (alguns deles não se incluem em vigas de fundação ou blocos): Comprovação ao recalque; Comprovação ao arrancamento; Comprovação ao deslizamento; Comprovação ao tombamento; Cálculo estrutural da fundação: flexão, cortante e puncionamento da própria fundação, e Erros: enumera os erros encontrados na comprovação do elemento.

ARMADURAS: UNIR ARMADURAS DE PILARES ENTRE PISOS

A nova função Resultados > Armaduras > Retocar > Unir armadura de pilares… permite unir a armadura de dois ou mais pilares, separar pilares previamente unidos, unir as armaduras do pilar com a das suas esperas, separar as armaduras do pilar das suas esperas, realizar a emenda das armaduras a meia altura do pilar, e desfazer a emenda à meia altura. Com esta nova funcionalidade passa-se a poder realizar uma armadura continua da fundação e pilar sem esperas, a poder unir dois ou mais trechos de pilar num único trecho (piso), e a realizar as emendas das armaduras dos pilares a meia altura (normalmente a zona de menor momento).

ARMADURAS: QUADRO DE PILARES

Nova representação do quadro para considerar pilares modificados, que estejam em contato, um acima do outro, pilares de dupla altura, e pilares que compartilham uma única armadura. Esta situação ocorrerá quando o usuário tiver unido dois ou mais pilares em um só. Neste caso, os dados da armadura comum estão na célula correspondente ao pilar inferior, enquanto que as células correspondentes ao pilar superior só contêm o número do pilar e a sua seção.

QUANTITATIVOS

Na listagem e no relatório de quantidades de barras de aço, madeira e alumínio, aparece uma nova tabela que totaliza o número de kg para cada tipo de seção, ou seja, todas as barras de uma mesma série e perfil.